2020 Maio,  A voz da contracapa,  Papa Livros,  Serviços

«A Bibliotecária», um livro para não leitores

Se tivesse de recomendar um livro para não leitores, hoje, sem dúvida, «A Bibliotecária» seria um deles. Tendo a Inglaterra do final dos anos 50 como pano de fundo, é um romance onde se destacam o papel da mulher, os amores proibidos e as aparências hipócritas de uma sociedade conservadora, em que o boato surge como a certeza reconfortante para mentes desocupadas.

Estes dois ingredientes são acompanhados pela importância da leitura e dos livros, de uma forma leve, aberta e despretensiosa.

A importância das bibliotecas

Naquele tempo, as bibliotecas eram os locais onde os livros estavam ao dispor de uma população que procurava o saber. Tal como hoje, mantêm-se fiéis ao mesmo princípio, são um espaço para descobrirmos o género de livros que mais nos agradam, sem precisarmos de comprar e sermos orientados por alguém que conhece este universo, livros e leitores.

Nessa altura, também existia o preconceito da figura do bibliotecário, alguém sério e carrancudo, que procura o silêncio e o barulho das moscas para que os livros descansem.

Em «A Bibliotecária» encontramos frescura e abertura: há espaço para que cada livro encontre o seu leitor e há um claro papel do bibliotecário em ajustar as propostas ao perfil de um futuro leitor, sem arrogância.

Os Contadores de Histórias

Como refere um estudo do Plano Nacional da Leitura sobre os hábitos de leitura em Portugal, sabe-se que 67% das crianças que sabem ler, têm hábitos de leitura e que 93% dos pais considera ouvir histórias desde pequenos como importante para o desenvolvimento de bons hábitos de leitura nas crianças.

Daí a relevância dos Contadores de Histórias como referia humoristicamente Daniel Pennac, no livro «Como escrever um romance», e que acrescentava que o imperativo da leitura, cria ainda mais repulsa e distanciamento.

O Plano Nacional de Leitura como o Projecto Read-On têm feito um trabalho incrível para promover hábitos de leitura na camada mais jovem da população e sobretudo, têm procurado adequar as mensagens aos meios digitais, para demonstrar que ler pode ser cool. Estou certa disso e que para além de um impacto positivo para o seu aproveitamento escolar, a leitura é também muito importante para o desenvolvimento pessoal, tal como 77% dos inquiridos referiram no estudo do Plano Nacional de Leitura.

O que é isso da leitura?

«A Bibliotecária» traz-nos a leveza de procurarmos o género que mais se adequa à nossa personalidade, traz-nos a curiosidade de ter espaço para descobrir sem estarmos presos às amarras do status quo e traz-nos a imaginação. Trabalhar a imaginação é criar mundo, é um dever moral, é compreendermos melhor o mundo, compreendermos melhor o nosso Eu e os outros e salvarmo-nos, inspiração que me lembrou as palavras da editora e poeta, Maria do Rosário Pedreira em entrevista ao festival Lev – literatura em viagem.

Contudo, se na «A Bibliotecária» há um enfoque claro nas crianças, não é esquecido, apesar de secundarizado o papel dos livros nos adultos. E, é aqui, onde se centra uma boa parte da nossa missão no Desculpas para Ler. No mesmo estudo do PNL, verifica-se que 51% dos pais não tem atualmente hábitos de leitura, essencialmente por falta de tempo. O mesmo espaço, a mesma abertura, a mesma liberdade, a mesma necessidade de cultivar a semente da procura deve ser oferecida aos adultos. Este livro pode ser um excelente primeiro passo.

Por último, lembra a infância e as histórias que trauteamos aos nossos filhos como boas memórias de sentidos bem à escuta e dos livros lidos pelos nossos ouvidos pelos nossos contadores de histórias, pais, avós, tios… Lembra que existem livros que não têm idade… passe pelo quarto dos seus filhos ou por uma biblioteca e pegue num destes livros, tal como «A Bibliotecária», vai querer construir uma biblioteca aos poucos, descobrir o seu caminho e compreender um mundo para lá das páginas, onde a imaginação impera.

7 livros sem idade

Deixamos aqui 7 livros sem idade e que podem ser uma boa inspiração para começar ou recomeçar a ler com os seus filhos.

Livros sem idade que não pode perder! Todos disponíveis em Wook.pt

Notas da Voz da Contracapa

Livro aconselhado se:

  • gostar de romances e sobretudo de histórias de época;
  • quer saber mais sobre a receita da leitura;
  • gostar de histórias leves e frescas;
  • não gostar de papel, encontra a versão e-book disponível abaixo dos 10€ na Wook, tendo a vantagem de ler sem peso.

Proponho mais alguns artigos que aconselho a leitura, para que o Verão 2020 seja marcado por uma nova definição de tempo:

Descubra mais conteúdos Desculpasparaler nas redes sociais:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *