Ler à Portuguesa,  Madeira

Ler à Portuguesa na Madeira

» Com Autores da Terra

  • Para quem busca reflexão:

O Pequeno Caminho das Grandes Perguntas, José Tolentino de Mendonça, Quetzal

Livro que privilegia a pergunta e enaltece o seu poder de questionamento. Não se pense que deambulamos numa esfera estratosférica, nada disso. Tolentino de Mendonça esclarece que é no quotidiano e na sua simplicidade que residem as perguntas maiores.

  • Para quem se quer aventurar pelo universo do conto…diríamos poético

Passos em Volta, Herberto Helder, Porto Editora

Livro recomendado pelo Plano Nacional de Leitura, que se apresenta com um livro de contos Narrativas pautadas pela simplicidade, que acompanha a existência de um homem e do seu caminho.

  • Para quem gosta de histórias fortes e comoventes:

O Último Cais, Helena Marques, Dom Quixote

Livro onde as mulheres são as protagonistas, descreve as histórias de várias personagens de algumas famílias madeirenses, e decorre maioritariamente no Funchal, durante o século XIX. Foi distinguido com o Prémio Revista Ler/Círculo de Leitores, Grande Prémio do Romance e da Novela da Associação Portuguesa de Escritores e prémio Bordalo de Literatura da Casa da Imprensa. Livro integrado no Plano Nacional de Leitura.

Terceiras Pessoas, Helena Marques, Dom Quixote

Histórias de uma família e dos seus desencontros, das suas paixões e das suas prioridades, com a sofreguidão da vida diária e moderna, onde o equilíbrio é sempre um desafio difícil de atingir.

A Linguagem dos Pássaros, Ana Teresa Pereira, Relógio d’Água

Romance comovedor e arrebatador, onde a prosa poética ondula as palavras. Uma narrativa que se centra na união da flora e fauna e nas emoções dos humanos.

  • Para os que uma boa história são factos históricos com a Madeira como pano de fundo:

O Fotógrafo da Madeira, de António Breda Carvalho, Oficina do Livro

Romance com pano de fundo a 1ª metade do século XIX, que descreve a história de uma família produtora de vinho da Madeira, que se viu obrigada a enviar o herdeiro da família para Paris. Após algum tempo, Afonso Ayres Drumond regressa à ilha da Madeira. Passa a gerir o negócio de família apostando nas relações entre Portugal e França e envolve-se numa relação amorosa com Laura, filha do feitor de uma classe inferior.

O Bazar Alemão, Helena Marques, Dom Quixote

Durante a II Guerra Mundial, a perseguição aos Judeus ultrapassou fronteiras, atingindo núcleos residentes no estrangeiro. Na ilha da Madeira, elementos da comunidade alemã de origem hebraica viram-se confrontados com a discriminação, perseguição, chantagem, através de cartas de denúncia anti-semita enviadas para Berlim, com impactos na sua vida pessoal e profissional.

» Com a Magia das Ilhas

É considerado uma referência da literatura em viagem em Portugal, que conta a viagem aos Arquipélagos dos Açores e da Madeira, e das suas impressões e da sua vivência, destacando a beleza natural das ilhas como dos seus habitantes.

São dez histórias que falam das ilhas e das pessoas, das que visitam e das que vivem, o que diferencia a vivência, as emoções e as saudades. Nessas histórias, o imaginário e o sonho de quem vive ou visita uma Ilha, estão bem representados.  

Enquadrado no Plano Nacional de Leitura, conta a história de um homem que procura a ilha desconhecida. Uma história sobre o sonho, sobre a procura e sobre a descoberta, não existindo limites para os sonhos.

Retrato crítico da sociedade brasileira e que reflete sobre a fronteira entre a sanidade e a loucura. Livro recomendado e integrado no Plano Nacional de Leitura.

» A Madeira para Menores de 18!

Recomendada pelo Plano Nacional de Leitura, a história recorda as baleias e a pesca da baleia, onde nos aventuramos pelo mundo desses animais e a sua importância cultural e geográfica na Ilha da Madeira.


Aventuras de Chico Aventura, de Maria do Carmo Rodrigues, Edições Vega   

A ação da história passa-se na Madeira, onde Maria do Carmo com humor e com conhecimento da sensibilidade das crianças toca temas importantes na sociedade, como a emigração, o analfabetismo, os incêndios criminosos para nomear alguns. Tudo com clareza e transparência envolvendo as crianças nas suas palavras e narrativa.

Campeonatos desportivos servem de propósito aos personagens de Uma Aventura, para viajarem até à Madeira. Um mapa de tesouro escondido e uns carteiristas dão o mote para um mistério com todos os ingredientes para uma extraordinária aventura.

Livro sobre a economia da Madeira contada às crianças e aos jovens pela Tia Cristina que dá a conhecer os tesouros da Ilha, onde se fala de produtos e cultura que ultrapassaram a insularidade e conquistaram o mundo.

Livro recomendado no Plano Nacional de Leitura, no qual a prosa poética de Mia Couto esculpe com doçura a história de Luarmina e sua beleza perfeita.

Espreite as histórias que trouxemos da volta à Madeira.

Descubra mais conteúdos Desculpasparaler nas redes sociais:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *