Bastidores da leitura,  Programa L.E.I.O.

Perfil dos Não Leitores

Inspirada pela infografia do Clube do Autor, adaptei ao Perfil de Não Leitores, pois acredito que cada desafio encerra uma dúvida e uma possibilidade. Bem-vindo ao Programa L.E.I.O, coach de leitura, acreditamos que ler é para todos.

A inspiração para este artigo
Infografia Clube do Autor

Como Coach de Leitura e após vários anos, a aconselhar os outros a ler, hoje presto este serviço de uma forma profissional com o programa L.E.I.O., um serviço onde construímos um caminho, o nosso caminho, com vontade e energia, sem juízos de valor do ritmo e da nossa escolha, e em que as únicas palavras somos nós que as definimos!

Diga comigo… Eu…

Leio

Escolho

Imagino

Organizo

L.E.I.O., coach de leitura, porque acreditamos que ler é para todos.

Descubra o seu perfil Não Leitor e encontre algumas pistas:

  • O Não Leitor que acaba cedo demais com o prazer de ler

O Não Leitor que acha que cada livro é um aborrecimento, um cansaço ou simplesmente não se consegue concentrar, pois os múltiplos estímulos exteriores são bem mais interessantes e estão sempre a piscar para a tentação.

No programa L.E.I.O., ajudo a combater esta eventual repulsa, esse sentimento de obrigação, encontro consigo o seu género literário e até a forma como mais gosta de ler, em papel, ebook, audiobook, adaptando ao seu estilo de vida.

  • O Não Leitor que colecciona livros que não lê

Este é um clássico. Outro dia, ouvia que uma casa que não tem livros, é como um jardim sem flores. Quantas vezes dizemos é desta que leio isto… mas nunca conseguimos, porque outras prioridades vão surgindo, além do tempo, que não estica.

No programa L.E.I.O., proponho organizar o seu tempo, organizar o seu dia para que possa ter tempo para se dedicar à leitura… percebo se o número de páginas é um obstáculo, se a companhia de um livro pode ser feita em conjunto em clubes de leitura, por exemplo. Sim, clubes de leitura não são só para leitores compulsivos. Em conjunto, espreitamos este mundo e percebemos que a nossa casa pode ser uma casa com livros lindos e lidos.

  • O Não Leitor que não sabe que pode pedir emprestado numa biblioteca

Conheço várias pessoas que nunca ganharam o hábito de ler por vários motivos, mas uma das razões que se destaca é a questão monetária. Os livros são caros e muitas vezes os que não têm o hábito de leitura, não estão tão despertos para as inúmeras campanhas a preços baixos, da existência de uma livraria como a Déja Lu que tem sempre livros a preços irresistíveis além de uma oferta variada. As bibliotecas também são uma excelente opção e são bastante versáteis e flexíveis, ou seja, pode pedir um livro para a biblioteca que lhe é mais acessível.

No programa L.E.I.O. estudamos as alternativas de acordo com o seu estilo de vida. Posso confessar que sou ávida leitora e que queria sempre os livros como meus… hoje, alguns livros requisito na biblioteca e é um hábito tal como recorrermos ao comércio local. Estou sempre atenta ao que a Déja lu publica como oferta, além de que gosto de visitar a livraria em Cascais, que acaba por ser um passeio para toda a família e nalgumas livrarias, com loja online, vou listando os meus desejos e sempre que há uma promoção, aproveito. Existem inúmeras possibilidades e podemos sempre estudar a melhor oferta em cada localidade.

  • O Não Leitor que demora anos a escolher um livro porque não sabe o que escolher

Esse é um obstáculo que conheço mas ao contrário. Contudo, estou próxima de casos que entram numa livraria e com a publicação desenfreada dos últimos tempos, perdem-se muito bons livros na escuridão de prateleiras e torna-se díficil escolher o tal. Além de que os livreiros, pessoas experientes a quem nem sempre queremos confessar que não lemos.

No programa L.E.I.O. ajudo a conhecer o género literario, a orientar o caminho no começo ou recomeço na leitura, percebendo os seus interesses, estilo de vida e as barreiras que têm dificultado ganhar este hábito. Acredite como disse uma conhecida escritora, Isabel Allende, «cada livro tem o seu leitor».

  • O Não Leitor que acha que viver na biblioteca ou na livraria não é para ele

Devíamos viver no meio… e ouvimos dizer que “no meio está a virtude”. Pois bem, sei bem que há muita gente que acha que ler é para os “intelectualóides”. Não é verdade. O importante é ler. Foi por isso que criei este projecto. Considero que verdadeiramente há pessoas que afastam potenciais leitores, pois têm linguagem não desconstruída… partem do princípio que as pessoas têm de saber.

Confesso que Sophia de Mello Breyner não me encantou em criança. Não me explicaram a sua paixão pelo mar (que partilhamos), pela vida no mar (outra coisa em comum) e todo esse despojamento e ajuda ao outro que coexistem em vários livros. Só mais tarde, é que descobri Sophia. Conheci a sua história, a sua genialidade, a sua imaginação rica e profícua… a liberdade. Hoje, encanta-me tudo.

No programa L.E.I.O. descontrói-se a mensagem, procura-se perceber o ADN do autor, a história, as motivações para seguirmos em frente com confiança e com vontade. Não há… eu devia saber… não. Há a vontade de aprender, de sermos humildes na aprendizagem e de caminharmos ao passo do nosso EU. O L.E.I.O. é seu.

  • O Não Leitor que nunca acaba (mas compra na esperança de ser desta…)

Quantos livros tem em casa e que nunca acabou? Abandonam-se livros, porque nos cansaram, porque não nos cativaram, por que não nos identificamos com as personagens? Existiriam ainda mais razões, mas há algumas razões que estão guardadas nas nossas memórias, nas nossas experiências, nos nossos medos.

No programa L.E.I.O. torno a leitura um hábito útil e benéfico e procura adaptar aos seus interesses. Também espreitamos a “caixa de pandora” em que identificamos o livro ou livros que tiveram algum impacto e qual o alcance que teve na sua vida.

  • O Não Leitor que compra só pela capa bonita e percebe que aquele livro era mesmo, só a capa

Pois. Isto é o marketing a funcionar, porque “os olhos também comem”, já diz o ditado. Mas nem sempre o embrulho é tudo. O “ofício” do escritor são as palavras e têm uma tarefa hercúlea. Raramente, o ofício escrever é visto como um trabalho, como refere o escritor João Tordo no seu último livro «Manual de sobrevivência de um escritor ou o pouco que sei sobre aquilo que faço». Os livros têm uma cor ou várias cores ou várias tonalidades e muitas vezes não é na capa que elas estão. Estão nas palavras.

No programa L.E.I.O. descobre-se a cor dos livros. Vai descobrir «que os livros não são sobre nada, senão sobre o próprio processo de os escrever. A pergunta “É sobre quê?” a respeito de um livro equivale a fazer a mesma pergunta em relação à vida. Não existe uma resposta clara, nem definitiva, nem possível; a vida é sobre a vida. Constrói-se um dia de cada vez, uma página e um parágrafo e uma palavra de cada vez.».

  • O Não Leitor que gostaria de ser um rato da biblioteca, mas não sabe por onde começar

O dilema de muitos: querem começar a ler mas não sabem por onde começar, face à soberba de lançamentos; querem começar a ler, mas as recomendações dos amigos não os satisfaz; querem começar a ler, mas os livros nos tops parecem duvidosos e nada o atrai; querem começar a ler, mas não conhecem o género que mais vos agrada; querem começar a ler, mas sentem ansiedade pelo número de páginas; querem começar a ler, mas o livro é sempre esquecido em casa; querem começar a ler, mas não têm tempo; querem começar a ler, mas não têm dinheiro; querem começar a ler, mas o ipad é mais tentador…; querem começar a ler, mas preferem ver séries e filmes…

Tantas razões… a única que precisa de ter no programa L.E.I.O. é ter vontade e todas as outras razões que até ao momento, eram barreiras, passaram a ser desafios, quase como decidirmos correr a maratona. Uma maratona que é uma viagem que somos cada um de nós que construímos.

Saiba mais sobre o Programa L.E.I.O.

Outros artigos relacionados:

Descubra mais conteúdos Desculpasparaler nas redes sociais:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *