A voz da contracapa

Impossível resistir a mais este amor de Javier Marías

Vivem, agora,  entre as páginas de um mesmo livro todos os contos que Javier Marías escreveu entre 1975 e 2005. Obra intitulada «Não mais amores», foi lançada em Portugal em Novembro de 2020. O autor de quem falamos nasceu em 1951 e é vencedor de vários prémios literários atribuídos em diferentes países tais como Espanha, Itália, América Latina, para nomear alguns.

Contos fantásticos e de submundo

São vinte e seis contos que nos levam ao mundo fantasmagórico, doentio e criminal. Ao longo de 408 páginas, os relatos mantém a ordem do não normal dos assassínios, das perseguições e das vidas desviantes dos menos assalariados. As personagens, essas, por vezes ouvimos falar delas mais que uma vez, em contextos de quotidianos diferentes. Como em qualquer obra e com qualquer autor, há histórias que nos cativam e envolvem mais do que outras que nos distraem para fora das linhas.

O lado descritivo

No desenrolar das narrativas descobrimos o lado descritivo do autor, por vezes em demasia, de personagens e cenários. Se umas vezes nos cansa a leitura, por outras cria-nos espaços tão definidos que não existe lugar para a nossa imaginação.

A facilidade de leitura

Para o leitor apaixonado por este género literário, «Não mais amores» terá que fazer parte da biblioteca. Livros de contos têm sempre a vantagem de poder ser lidos facilmente, mais que uma vez e na primeira leitura rumarmos à aventura, consoante o tempo e disponibilidade mental. Podemos começar pelos maiores ou pelos mais curtos, por ordem de apresentação ou por ordem de número de páginas. A escolha é aleatória de acordo com a nossa preferência e não imposta como, por exemplo, nos romances.

Vários destinos num único livro

Folhear estas páginas é como percorrer as ruas de Madrid ou banhar-nos nas Cánarias; ouvir histórias de outros ou ler em voz alta para alguém ausente; experienciar o nervoso que antecede uma audição ou resolver um crime em que perdemos um amigo.

Javier Marías presenteia-nos uma panóplia de acontecimentos e emoções mescladas entre espaços e tempos tão diversos para onde só um livro tem a capacidade de nos transportar.

Descubra mais conteúdos Desculpasparaler nas redes sociais:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *